Nutrição

Dieta mediterrânea | O que é? Benefícios


O que é?


A dieta mediterrânea tem uma grande reputação, e tem razões para tal. Este tipo de dieta tem origem nos países do sul da Europa, como Portugal, França, Itália, Espanha e Grécia. Nos últimos anos tem estado mesmo no centro das atenções. É uma alimentação rica em gordura saudável, pois usa fontes como o azeite e peixes gordos, que traz enormes benefícios para a saúde cardíaca, pele e cabelo. Prima pelo uso de legumes, leguminosas (desde feijão, ervilhas e grão) e frutas. As saladas são um hábito num prato desta dieta, sempre temperadas com azeite e vinagre, e acompanhadas por alimentos naturais, não processados.

O nosso corpo precisa de ácidos gordos saudáveis, e na sociedade actual onde a ênfase é a conveniência e não a saúde, muitas pessoas têm uma assinalável deficiência nestas macronutrientes.


Os alimentos comuns da dieta mediterrânea


Claro que cada país do sul europeu tem os seus pratos mais tradicionais, mas a base das escolhas dos alimentos é sempre muito parecida de uma forma geral.

frutas

legumes

cereais integrais

dieta mediterrânea

Gorduras saudáveis são um hábito diário na alimentação:

azeite em vez de manteiga ou outros óleos refinados

frutos secos

peixe

Estes alimentos encaixam que nem uma luva nas recomendações que todos os dias ouvimos em termos de bons hábitos alimentares, e que parece que muitos de nós se esquecem.

Vamos te dar alguns exemplos de refeições que podes e deves seguir se queres ter uma alimentação saudável, típica do país em que vivemos.


Refeições Típicas


Pequeno-almoço

aveia

queijo fresco magro

fruta

Almoço

arroz ou batata assada

frango

salada variada temperada com azeite e vinagre

1 ovo mexido

dieta mediterrânea

Jantar

peixe grelhado

  salada variada temperada com azeite e vinagre

fruta

Isto são apenas alguns exemplos muito gerais. A partir daqui tens um panorama geral daquilo que é uma alimentação típica do sul da europa, e com isso adaptas as refeições a teu gosto.


Benefícios


1) Baixa em alimentos processados e açúcar

Ao contrário das dietas em países com um estilo de vida muito acelerado, como os EUA e o Reino Unido, a dieta mediterrânea é muito baixa em açúcares e praticamente livre de organismos geneticamente modificados e ingredientes artificiais, como o xarope de milho rico em frutose, conservantes e aromatizantes.

2) Ajuda na perda de peso de forma saudável

Esta dieta é uma abordagem sustentável para aqueles que procuram perder peso, pois tem as escolhas alimentares certas, e é densa nutricionalmente.

3) Melhora a saúde cardíaca

Estudos demonstraram que uma dieta rica em gorduras monoinsaturadas e ómega 3 tem uma menor incidência de várias doenças, em particular problemas de coração.

dieta mediterrânea

4) Ajuda a combater o cancro

De acordo com o jornal europeu de prevenção do cancro, isto acontece devido a um rácio correcto entre a ingestão de ómega 3 e 6, grandes quantidades de fibra, antioxidantes e polifenóis que encontramos na fruta, vegetais, azeite e vinho.

5) Previne os diabetes

Por ser uma dieta pobre em açúcar, e rica em alimentos naturais há uma menor probabilidade deste problema.

6) Protege a saúde cognitiva

Seguir a dieta mediterrânea pode ser uma forma natural de tratar a doença de Parkinson, e uma excelente forma de preservar a memória, sendo um passo na direcção certa para tratar a doença de Alzheimer.

 

 

Sem Etiquetas




Quais são os produtos preferidos dos nossos leitores?👀 Clica e descobre 🚀