Nutrição

Granola | O que é? | Para que serve?

A granola é um dos alimentos mais em voga nos dias de hoje, comum na dieta alimentar de qualquer família e de fácil compra em qualquer supermercado, mercearia ou até mesmo lojas de conveniência.

É um produto que pela sua funcionalidade torna-se de fácil inclusão nas refeições diárias, tanto pode ser útil para um pequeno-almoço de rápida confecção para os mais apressados ou como lanche entre refeições e comer ao longo do dia.

Hoje em dia é bastante aceite na sociedade e tido como “healthy” no dia-a-dia alimentar, mas será mesmo assim na realidade?!

granola_receita_frutosvermelhos

O seu consumo sem dúvida alguma tem inúmeros benefícios para a saúde, pois falamos de um alimento rico em fibras.

A granola já por si só melhora o funcionamento gastrointestinal e evita a prisão de ventre, mas também por nutricionalmente conter antioxidantes na sua composição, prevenindo doenças cardiovasculares, entre outras que promovam a oxidação celular.

Mas atenção!

A Granola deve ser consumida com moderação caso não queira aumentar de peso, muitas versões contém glúten e um teor considerável de açúcar, não devendo ser consumidas por celíacos e/ou diabéticos.

Se é um destes casos, analise primeiro a sua composição nutricional para que possas fazer uma escolha acertada e tirar todo o proveito e rentabilidade deste alimento.


Então, o que é a Granola?


É uma mistura de cereais (aveia, trigo, flocos de arroz, espelta, centeio, etc.), frutos secos (amêndoa, avelã, nozes, castanha do para, amendoim, etc.), frutas desidratadas (côco, manga, abacaxi, passas, alperce, maçã, pêra, banana, etc.) e ou sementes oleaginosas (sementes de sésamo, chia, linhaça, girassol, goji, etc.), chocolate, entre outros.

Além disso, para ajudar a torná-la mais saborosa, na maioria dos casos, é adoçada naturalmente com mel, açúcar ou outros derivados do mesmo, elevando o seu valor energético.

granola_receita_frutosvermelhos_flores

Atualmente, no mercado já podes encontrar inúmeras variações de granola, quase ao gosto de cada um.

Nutricionalmente, a granola é rica em hidratos de carbono, fibras, gorduras polinsaturadas, vitaminas A, do complexo B (B1, B2, B6, B9 e B12), C e minerais, como o ferro, cálcio, magnésio e zinco, tornando-a num alimento bastante energético.


Quais são os seus benefícios?


√ Regulação do sistema gastrointestinal e funcionamento geral dos órgãos;

√  Diminuir os níveis de colesterol;

√  Melhorar a saúde cardiovascular;

√  Aumentar os níveis de energia e concentração;

√  Prevenir anemia;

√  Diminuir os níveis da tensão arterial.


Propriedades da granola


√  Rica em fibras que regulam a digestão, evitam a prisão de ventre, controlam os níveis de açúcar no sangue e dão saciedade após ingeridas, podem também atuar na diminuição do colesterol;

√  Fornece boas gorduras, ajudando a diminuir o colesterol e a tensão arterial, contribuindo na prevenção e controlo de doenças cardíaca, diabetes, etc.;

√  Fonte de vitaminas, com um forte poder antioxidante, contribuindo para uma manutenção otimizada da saúde do coração, pele e o sistema nervoso;

√  Excedente em minerais essenciais, responsáveis pela produção de energia, regeneração tecidular, manutenção do sistema imunológico, nervoso e cardiovascular saudável.


Granola engorda ou não?


Sim, pode engordar quando não consumida com moderação, tais como outros alimentos ditos “healthy”.

A verdade é que apesar de todos os seus benefícios, é um alimento com elevado valor calórico devido à sua composição rica em hidratos de carbono e gordura.

granola_pequeno_almoco

Este valor pode ser maior ou menor consoante a composição dos ingredientes que a compõem. Por exemplo, uma granola que tenha chocolate na sua composição, mel ou açúcar não será a melhor opção para quem quer perder peso.

Daí, ser muito importante que analises com muita atenção o rótulo e a sua composição nutricional.

As opções mais saudáveis são obviamente aquelas que têm menores quantidades de açúcar e número de calorias, só assim poderás ir de encontro aos teus objectivos e não aumentar de peso.

Uma escolha acertada pode passar por uma granola rica em fibras e pobre em açúcares e calorias.

Devido à sua composição, um excesso no seu consumo pode contribuir para um regime alimentar não saudável, pois quaisquer 100g de granola podem conter cerca de 500kcal, arrasando qualquer plano alimentar.

Podes sempre produzir a tua própria granola, diminuindo o seu teor de açúcar e gordura, tornando-a também personalizável e ajustada ao teu caso em particular.


Dicas úteis na tua escolha:


√ Avalia a quantidade de açúcar:

  • Não deves exceder 8g/por porção. Ingredientes como xarope de milho, de arroz, melaço, etc., todos são sinónimos de açúcares.

√ Conta as calorias:

  • Granolas mais saudáveis não devem conter mais que 400 calorias por 100g.

√ Cuidado com o excesso de gordura:

  • Procura granolas que contenham sementes ricas em ómega 3 e boas gorduras, ou seja, insaturadas, pois são benéficas para o coração.
  • Contudo, não deixes que a quantidade de gordura ultrapasse as duas a três gramas por cada dose de 30g. Evita as variedades com alto teor de gordura saturada.

pequeno_almoco_granola

√ Cuidado com os “ingredientes desconhecidos”:

  • Podem servir apenas para gerar volume, dar sabor ou durabilidade à granola, outros podem ser prejudiciais à saúde como originar flatulência entre outros problemas digestivos.

A granola deve ser simples e composta por ingredientes simples e conhecidos, assim de certeza que é saudável;

Uma excelente opção de escolha deste alimento é a Protein Granola/Granola Proteica da Myprotein, pois ao contrário do que é geralmente vendido nas grandes superfícies comerciais, esta apresenta um elevado valor proteico, associado a uma redução dos hidratos de carbono e rica em fibras alimentares.

 


Que dose devo comer?


Tendo como referência um valor energético total de 1800 a 2000kcal por dia, o ideal é o consumo de até duas colheres de sopa por dia (cerca de 30g!). Não ultrapasses em muito esta quantidade visto ser um alimento bastante calórico.


Para que serve?


Granola Proteica da Myprotein contribui para o crescimento, manutenção e reparação de tecido muscular magro, podendo ser consumida somente como um snack pré-treino, ou como um lanche acompanhado de um iogurte ou leite.

Devido à sua funcionalidade e versatilidade é um produto que pode ser ingerido em qualquer refeição do dia, podendo ser um excelente aliado na confeção de sobremesas, sumos, batidos, etc., ou como acompanhamento de iogurtes, leite, etc.

A sua criatividade e originalidade podem ajudar na criação de novas receitas e combinações, inovando nos sabores e melhorando a sua composição nutricional.

 



Rui Eusébio

Rui Eusébio

Escritor

Fisioterapeuta e Osteopata de formação e com trabalho diário na área desportiva, reabilitação e regresso ao exercício físico, dando especial ênfase na prevenção, biomecânica e potenciação da performance de cada atleta. Praticante de Crossfit e de Ginásio diariamente, um apaixonado pelo Fitness e sua Performance.


Quais são os produtos preferidos dos nossos leitores?👀 Clica e descobre 🚀