Suplementos

O que é o Inositol? | Benefícios, Efeitos Secundários e Doses

Embora estejas provavelmente familiarizado com muitos tipos de suplementos, o inositol pode não estar no topo da tua lista de importância. No entanto, esta substância é comum no nosso corpo e na nossa alimentação, e oferece muitos potenciais benefícios relacionados com o metabolismo.1 O inositol é encontrado em muitas fontes alimentares, mas mostra maiores benefícios potenciais para alguns tipos de pessoa. Continua a ler para descobrir como o inositol te pode ser útil.

O que é o Inositol?

O inositol é um álcool de açúcar, semelhante a uma vitamina, que é comum nos tecidos do corpo, bem como em muitas fontes de alimentos. Embora o inositol seja às vezes tratado como um tipo de vitamina B, tecnicamente não é uma vitamina, já que as nossas células são capazes de produzir quantidades adequadas de inositol por sua própria conta.2 No entanto, funciona em conjunto com várias vitaminas do complexo B (piridoxina – B6, ácido fólico – B9 e o ácido pantoténico – B5).2

Sumário
O inositol é um hidrato de carbono simples, frequentemente considerado uma vitamina B, encontrado com abundância nos tecidos do corpo.

O que é o Mio-Inositol?

O mio-inositol é uma das nove formas estruturais possíveis de inositol.3 É a forma mais estável e frequentemente a que é usada como suplemento pelos fabricantes.3 O inositol desempenha um papel estrutural nas membranas que rodeiam as células, ajudando a controlar que substâncias e enzimas podem entrar ou sair e produzir outros efeitos no corpo.1 Um exemplo é o envolvimento do inositol com as “hormonas do prazer”, como a serotonina, a dopamina e a glutamina, do qual deriva o seu impacto no cérebro e na disposição.1 O mio-inositol é a forma mais testada para esse propósito.

Sumário
O mio-inositol é uma das formas de inositol frequentemente usadas em suplementos e ajuda a controlar o que pode entrar e sair das nossas células.

Benefícios do inositol no cérebro

Como o inositol desempenha um papel na transmissão de mensageiros químicos no cérebro, pode ter um impacto no humor. Vários estudos concluíram que os níveis de inositol eram baixos no cérebro e no líquido cefalorraquidiano de pessoas com problemas ao nível da disposição, o que levou a pesquisas adicionais.1 Embora a pesquisa tenha mostrado melhorias em pessoas com alguns tipos de problemas psicológicos quando experimentam inositol, cada pessoa deve discutir com o seu médico se isso poderá constituir uma possível opção de tratamento.1

Benefícios adicionais – Metabolismo

Embora o papel do inositol ao nível do cérebro tenha sido amplamente pesquisado, alguns benefícios potenciais menos conhecidos incluem o impacto metabólico e ao nível do coração.5 Também há a possibilidade de influenciar o armazenamento de glicose no corpo.5
Outra forma frequentemente investigada é denominada DCI, ou D-chiro-inositol.4 O DCI atua como um sensibilizador de insulina, controlando a ação da insulina entre as nossas células, de maneira semelhante à droga metformina.4 O inositol é classificado como composto “sensibilizador da insulina” devido ao seu impacto na comunicação de hormonas no organismo.6 Foi demonstrado que tem um impacto positivo em algumas condições de saúde.6

Coração

O inositol também possui propriedades de combate aos radicais livres, que podem ajudar a prevenir vários tipos de problemas. Os radicais livres têm a sua origem em oxigênio que se divide em átomos únicos, com eletrões não emparelhados. Os eletrões precisam de ser emparelhados, portanto estes átomos (radicais livres) ‘procuram’ no teu corpo outros eletrões para formar um par. Isso causa danos às células, proteínas e ADN. Combinado com outras medidas de prevenção, o inositol pode ter um papel ainda maior ao nível do coração.5

Efeitos secundários

Devido ao impacto do inositol nas hormonas cerebrais, pode não ser um suplemento apropriado para pessoas que estão a ser tratadas para desordens psiquiátricas com outros medicamentos.1 O papel do inositol no metabolismo e no controlo do açúcar no sangue pode torná-lo inapropriado para pessoas que sofrem de episódios de baixo nível de açúcar no sangue.

Dose recomendada

A maioria dos estudos realizados sobre os benefícios do inositol ao nível do cérebro usou doses entre os 5mg e os 18 mg por dia.1 A dose usada em estudos para influenciar a sensibilidade à insulina estava numa faixa mais baixa (entre 2mg e 6mg por dia). As doses usadas ​​para estudar os efeitos no cérebro situavam-se tipicamente entre os 6mg e os 12mg por dia.
O inositol é uma substância de ocorrência natural e não é regulamentado pela FDA, mas é considerado “geralmente visto como seguro”. Fala com o teu médico se estiveres a pensar em usar inositol como um suplemento para ele te ajudar a descobrir a melhor dose para ti.

Fontes alimentares

Segundo a USDA, as maiores fontes alimentares de inositol são grãos integrais orgânicos, nozes, meloa, frutas cítricas, feijão, uvas passas e couve.3 Uma fonte importante de inositol para bebés é o leite materno, razão pela qual é frequentemente adicionado à fórmula para bebés.3 O leite de vaca também contém algum inositol, mas apenas cerca de 1/3 da quantidade do leite materno humano. Se os possíveis efeitos secundários dos suplementos de inositol te preocupam, começa por aumentar a quantidade de alimentos ricos em inositol na tua dieta.

 

Mensagem Final

O inositol é um álcool de açúcar com impacto a vários níveis sobre as hormonas que influenciam o nosso cérebro e metabolismo, pelo que ganhou a reputação de “pseudo-vitamina”. Os benefícios do inositol, quer na forma de mio-inositol quer de CDI, podem ajudar pessoas com alguns tipos de problemas psicológicos e pessoas que sofrem ao nível da sensibilidade à insulina. Uma dieta equilibrada que inclua alimentos ricos em inositol, ou suplementos de inositol, podem ajudar-te a colher os proveitos deste poderoso composto.

 

 

Agora também estamos no Whatsapp. Com conteúdo exclusivo! Para uma motivação extra Subscreve já, clicando aqui!

 

Traduzido por Hermano Moura

Os nossos artigos têm propósitos unicamente informativos e educacionais e não devem ser usados como conselho médico. Se está preocupado, consulte um profissional de saúde antes de tomar suplementos nutricionais ou introduzir qualquer grande alteração na sua dieta.

1. Mukai, T., Kishi, T., Matsuda, Y., & Iwata, N. (2014). A meta‐analysis of inositol for depression and anxiety disorders. Human Psychopharmacology: Clinical and Experimental, 29(1), 55-63.
2. Kirschmann, J.D. 2007. Nutrition Almanac. Sixth Edition. Nutritional Search, Inc., McGraw-Hill. New York, NY.
3. United States Department of Agriculture. 2012, March 9. Inositol – Technical Evaluation Report (PDF). Consultado em: https://www.ams.usda.gov/sites/default/files/media/Inositol%20TR.pdf.
4. Maurizi, A. R., Menduni, M., Del Toro, R., Kyanvash, S., Maggi, D., Guglielmi, C., … & Pozzilli, P. (2017). A pilot study of d-chiro-inositol plus folic acid in overweight patients with type 1 diabetes. Acta diabetologica, 54(4), 361-365.
5. Conkling, W., Wong, D.Y. 2005. The Complete Guide to Vitamins, Herbs, and Supplements: The Holistic Path to Good Health. Avon Books, Harper Collins Publishers. New York, NY.
6. D’Anna, R., Scilipoti, A., Giordano, D., Caruso, C., Cannata, M. L., Interdonato, M. L., … & Di Benedetto, A. (2013). myo-Inositol supplementation and onset of gestational diabetes mellitus in pregnant women with a family history of type 2 diabetes: a prospective, randomized, placebo-controlled study. Diabetes care, 36(4), 854-857.



Claire Muszalski

Claire Muszalski

Escritor

Claire é uma Nutricionista membro da Academy of Nutrition and Dietetics para além de possuir a certificação em coaching de saúde e bem-estar atribuído pela International Consortium for Health and Wellness Coaching. No seu curriculum conta também com uma licenciatura em Biologia e um Mestrado em Dietética e Nutrição Clínica da University of Pittsburgh.

Falar e escrever acerca de comida e fitness são paixões que qualquer um notará na Claire, para além da sua disponibilidade de partilhar este conhecimento para melhorar outras vidas.

A Claire também possui uma certificação em treino de ciclismo indoor e tem uma paixão muito particular por corrida e aulas de yoga. O impacto mental e físico que lhe dão são únicos. Quando não está a fazer exercício, é normal vê-la a apoiar a equipa local de desporto ou a cozinhar para a família na cozinha.

Para saberes mais da Claire, clica aqui.