Suplementos

Qual é o melhor tipo de creatina?

A creatina é um dos mais poderosos suplementos que podemos utilizar para termos aquele extra nos treinos, e também é daqueles que veio para ficar. Está há várias décadas em qualquer prateleira de uma loja de suplementos.

A creatina é encontrada no nosso corpo com facilidade, estando cerca de 95% no tecido muscular. O corpo recebe a creatina a partir dos alimentos ingeridos, cerca de 2 gramas por dia. O corpo consegue ainda produzir a sua própria creatina no fígado a partir de outros aminoácidos.

A creatina é um suplemento ergogénico, e há vários estudos que provam esse efeito. Outros estudos mostraram a influência da creatina nos ganhos de força, no aumento do rendimento e nos ganhos de massa muscular.

tipos de creatina

Muitas pessoas ainda não têm a completa noção dos benefícios que a creatina tem no nosso corpo, e como nos pode ajudar a atingir os nossos objectivos.

Vamos falar aqui sobre os vários tipos de creatina que temos disponíveis actualmente, e perceber as vantagens e desvantagens de cada um.


Tipos de creatina


Há alguma diferença entre os vários tipos de creatina disponíveis?

Claro que sim. Cada creatina tem uma composição diferente que lhe confere uma determinada solubilidade e eficácia. Algumas creatina são mais facilmente solúveis que outras, o que aumenta a sua eficácia final. Outras creatinas têm químicos adicionados que aumentam a sua capacidade de absorção por parte dos músculos, o que elimina a necessidade de uma fase de carga. Mas o princípio básico de uma creatina é sempre o mesmo:

1) Aumento de volume muscular.

2) Aumento da força.

3) Aumento dos níveis de ATP (energia) para actividades que necessitam de energia explosiva, tal como musculação, sprints ou treino HIIT.

tipos de creatina

Vamos então enumerar de seguida diferentes tipos de creatina, as vantagens e desvantagens de cada uma, para assim poderes fazer a melhor opção quando quiseres comprar a tua próxima creatina.

Monohidrato de creatina

A mais conhecida das creatinas, a original que é usada há décadas pelos mais variados desportos. É também a mais vendida.

Vantagens:

1) Imensos estudos com o monohidrato de creatina demonstraram excelentes resultados.

2) Barata em relação a qualquer outra.

Contras:

1) Pouco solúvel em água.

2) Fraca absorção por parte do corpo.

3) Há casos de diarreia e desconforto devido à falta de solubilidade.

4) Pode causar alguma retenção de água.

5) Pouco estável, e deve ser tomada imediatamente após ser dissolvida.

tipos de creatina

Creatina Étil Ester (CEE)

A CEE é uma creatina com o ester étil. Este ester vai aumentar imenso a capacidade de absorção do corpo, evitando assim também uma fase de carga.

Vantagens:

1) Mais eficaz devido à melhor absorção.

2) Não há relatos de mal estar com a sua ingestão.

Contras:

1) Mau sabor, que dificulta a sua ingestão em muitas pessoas.

2) O preço é bem mais elevado.

tipos de creatina

Kre-Alkalyn:

Este tipo de creatina não converte em creatinina antes de ser absorvida pelo tecido muscular. Não há estudos clínicos feitos até hoje, mas há bom feedback de uma forma geral.

Vantagens:

1) Não necessita de fase de carga.

2) Não causa desconforto no estômago.

Desvantagens:

1) Preço bastante elevado.

2) Sem estudos a provarem a sua eficácia.


Conclusão: qual a melhor creatina?


Não podemos dizer que há uma creatina que seja efectivamente superior à outra. Há quem responda melhor a um tipo, e já outras pessoas têm a reacção oposta. Resumidamente, a velhinha monohidrato tem imensos estudos que provam a sua eficácia, mas no entanto tem as desvantagens na absorção e no conforto gástrico. Já as outras duas são mais caras, no entanto têm uma melhor capacidade de absorção.

Sem Etiquetas



MrProtein

MrProtein

Escritor


Quais são os produtos preferidos dos nossos leitores? Clica e descobre👀 Clica e descobre 🚀