0
Carrinho

Não existem quaisquer items no carrinho

Treino

A História do Campeão Olímpico Max Whitlock

Esta data marca o nosso 15º aniversário onde celebramos 15 anos a dar-te ambição.

Uma grande parte integrante desta celebração é o enaltecimento do progresso dos melhores atletas—não só os nossos, mas também de todas as pessoas que têm feito parte do nosso percurso; as pessoas que temos orgulho em apoiar.

Uma dessas pessoas é Max Whitlock MBE.

Max é um ginasta artístico britânico que com apenas 26 anos de idade, já venceu cinco medalhas olímpicas e seis medalhas do mundo. Quando venceu a ginástica de solo e de cavalo com alças nas Olimpíadas de Verão de 2016, tornou‐se o primeiro medalhista de ouro britânico de sempre na modalidade da ginástica artística.

É claro que com um histórico tão impressionante, era obrigatório saber mais sobre os êxitos e obstáculos que formaram a jornada de Max para se tornar num dos grandes ícones da ginástica britânica.

Isto foi o que descobrimos.

Há 15 anos atrás, ele teve de tomar uma grande decisão

“Há quinze anos atrás, eu era apenas uma criança com 11 anos de idade no início da minha carreira ginástica. O que eu não sabia nessa altura é que eu teria de vir a tomar uma grande decisão—talvez uma das maiores decisões da minha vida.

O meu treinador decidiu ir embora e regressar para a sua terra natal na Eslovénia. Foi aí que descobri que teria de tomar uma decisão. Seguir o meu treinador e deixar a minha família, ou desistir da ginástica.

Eu não queria desistir da ginástica, por isso para continuar fui para a Eslovénia para morar e treinar lá. Essa foi a decisão que tomei aos 12 anos de idade.

Penso que por ser tão jovem foi ainda mais difícil apanhar um avião sem saber quando regressaria. Não só para mim, mas também para a minha família.

No entanto, foi a decisão certa.”

Apaixonou‐se pela sua modalidade aos 7 anos de idade

“A ginástica é incrível. Proporcionou‐me muito e realmente acredito que é um dos melhores desportos do mundo. Sinto‐me bastante sortudo e orgulhoso em estar envolvido na ginástica.

Ao começar tão novo (com 7 anos de idade) o meu amor pela modalidade cresceu e tenho sorte que essa paixão não tenha esvanecido—e é por isso que continuo a fazê‐lo. Ofereceu‐me muitas oportunidades para fazer coisas que nunca teria feito e sinto‐me realmente privilegiado em estar nessa posição”.

Ele não acredita no sacrifício

“Essa pergunta é muito frequente; ‘que sacrifícios fizeste para ter sucesso?’ Alguns atletas vêm as decisões mais difíceis como um sacrifício, no entanto eu sinto que é uma indicação do que realmente sentes em relação ao teu desporto.

Estou neste desporto para desfrutar da experiência. A minha carreira foi construída em torno de desfrutar do percurso, de aproveitar o processo e a experiência—encarar as coisas dessa maneira é a melhora forma de progredir ao longo do tempo.

Acredito que a nossa produtividade aumenta em relação à nossa paixão—e quanto mais trabalho fizermos, mais melhoramos. É esse o meu lema.”

Algumas pessoas duvidaram da sua ambição

“Para mim, a ambição é tudo. Estabelecer objetivos para ti próprio—e esses objetivos podem parecer inalcançáveis para muitas pessoas. As pessoas podem rir desses objetivos, coisa que já me aconteceu no passado, mas se acreditares em ti, é o mais importante. Ser ambicioso é essencial para alcançar o sucesso.”

Max-Whitlock

Enfrentou obstáculos — e aprendeu com eles

“Na ginástica, 2018 foi um ano muito difícil. Para o público, ganhar uma medalha de prata é visto como uma falha—o que foi muito difícil de lidar como atleta. É muito difícil saber o que o público só considera o ouro como uma vitória—a pressão sobe muito.

Para mim, pessoalmente, 2018 foi um excelente ano repleto de aprendizagem na ginástica para elevar a fasquia.

Estava a arriscar a minha rotina em demasia e o fator de risco pesava muito mais do que o resto. É uma grande motivação para mim saber que tenho uma panóplia de ferramentas que posso usar no futuro.

O que aconteceu naquela final foi uma grande motivação para mim nos treinos, para organizar ainda mais a minha rotina e me focar nos detalhes para certificar‐me que tudo o que faço seja excelente.

Eu sei onde preciso de estar para seguir em frente e fazer de 2019 um ano de sucesso. O plano e o objetivo a longo prazo é, claro, ir a Tokyo.”

Está constantemente em busca de mais

“Logo depois das minhas segundas olimpíadas no Rio, decidi focar‐me em duas formas de elevar o nível de dificuldade e melhorar. Quero um grande desafio. Hoje, sei que foi a decisão certa.

Tomei agora a decisão de aumentar para os quatro aparatos, simplesmente para ajudar a minha equipa—posso ser um bom suplente para os dois outros aparatos.

Isto ajuda‐me a melhorar o meu nível para se manter tão bom como quando tinha 21/22 anos de idade e estava em topo de forma.

É esse o meu objetivo, para poder prolongar a minha carreira e manter a longevidade.”

O seu maior triunfo não tem nada a ver com a ginástica

“Tornar‐me pai foi a melhor coisa que me aconteceu na vida e é engraçado como as prioridades mudam num instante. A experiência toda foi inacreditável e fascinante. Não prejudica o meu desporto—amo o que faço e adoro provar a um país inteiro o que consigo fazer. É uma sensação incrível representar o meu país… Mas ser pai supera tudo.”

Daqui a 15 anos, a ginástica continuará a fazer parte da sua vida

“Nunca se sabe, poderei estar a competir. Se ainda estiver num bom nível e em boa forma física, continuarei. Isso seria uma grande conquista. Até lá, serei um homem velho na modalidade, mas quem sabe?

Gostaria de continuar a inspirar uma geração, trazer mais oportunidades ao meu desporto e ajudá‐lo a crescer para o próximo nível.

Tenho muito orgulho em ser um dos homens da minha equipa que contribui para o crescimento do desporto—nos últimos 10 anos tem mudado significativamente e é um desporto totalmente diferente do que era quando comecei.

Na realidade, em 15 anos ninguém sabe onde o desporto estará, mas adoraria continuar a fazer parte dele.”

Sem Etiquetas



Lauren Dawes

Lauren Dawes

Escritor

A Lauren é licenciada em Literatura Inglesa. No mundo do desporto e lifestyle é apaixonada por natação e recentemente descobriu a paixão por levantar pesos e Hot Yoga.

Normalmente aos fins de semana adora um bom almoço, experimentar receitas novas com os seus colegas de casa e tudo o que a ajude a quebrar a monotonia. Para si, o mais importante é manter um equilíbrio entre exercício físico e festas.

Descobre mais da vida da Lauren aqui.


Descobre os produtos preferidos dos nossos leitores Clica aqui 🚀