Nutrição

Pólen de Abelha: O que é? Quais são os benefícios? Para que serve?


O que é o pólen de abelha?


O pólen de abelha é feito a partir de pólen que é recolhido pelas abelhas nas plantas em floração. Este é combinado com pequenas quantidades de “cuspo” da abelha e de néctar. A composição nutricional pode variar devido às diferenças entre as plantas que as abelhas possam ter visitado em diferentes países. O pólen de abelha já é usado há séculos por diversas culturas e é conhecido por ser um superalimento devido ao seu elevado teor nutricional. Contudo, o pólen de abelha não é adequado como única fonte de nutrição para um ser humano, isto porque não tem uma quantidade alta o suficiente de vitamina C, vitamina D ou vitamina B12, embora sendo muito rico em ferro.

O pólen para anti-envelhecimento


Quais são os benefícios do pólen de abelha?


Anti-envelhecimento

O pólen de abelha chegou às notícias recentemente por ser um superalimento consumido por celebridades tais como a Victoria Beckham, com o objetivo de manter um look jovem e saudável. Na realidade, o pólen de abelha está carregado de vitaminas, minerais e antioxidantes. Existe pouca investigação na relação entre o pólen de abelha e propriedades anti-envelhecimento; no entanto, é um facto que este alimento contém muitos componentes que são necessários para um corpo saudável.

Estimula a força e a resistência

Têm havido atletas a afirmar que o pólen de abelha promove a força e a resistência. Um estudo finalizado em 2004 ilustrou que o pólen de abelha tinha um efeito anti-fadiga em ratos depois destes completarem exercício físico. Os estudos em humanos infelizmente são poucos e dispersos, e acabam por não ilustrar os mesmos benefícios que este pólen aparentemente teve em ratos.

Melhora a saúde

Muitos entusiastas do pólen de abelha também afirmam que este tem outros benefícios, como o aumento de energia e o melhoramento do sistema imunitário. Também é referido como um alimento que mantém a saúde do sistema cardiovascular, graças a um antioxidante chamado rutina. Vários estudos sobre o pólen de abelha já demonstraram que este tem elevados níveis de antioxidantes.

Perda de peso

Muitos dizem que o pólen de abelha ajuda na perda de peso, e existem muitos praticantes de medicina holística que o usam para tratar vícios e ansiedades. As provas concretas são demasiado escassas para se promover o pólen de abelha como promovendo a perda de peso, mas é certo que este contém vitaminas e minerais necessários para promover uma saúde de qualidade, tal como mencionado anteriormente.

Digestão

O pólen de abelha é também usado holisticamente para auxiliar na digestão, isto devido à abundância de vitaminas e minerais e também de enzimas que muitos fãs garantem ajudar no processo digestivo. Um problema desta afirmação é o facto da maioria das enzimas que consumimos a partir de alimentos ser na realidade desnaturada pelo processo digestivo. Isto significa que as enzimas que comeste podem já não fazer efeito. Na realidade, elas são decompostas em aminoácidos que o teu corpo vai usar para criar enzimas conforme necessário. O mesmo se aplica à afirmação do pólen de abelha conter ácidos nucleicos. Mais uma vez, existem estudos que comprovam que estes ácidos não chegam à corrente sanguínea humana. Também estes, tal como as enzimas, são decompostos e depois ou são excluídos do corpo ou simplesmente reutilizados.

Tratamento de alergias

Um uso potencialmente arriscado do pólen de abelha é utilizá-lo para tratar alergias. Já existiram casos de reações alérgicas ao consumo de pólen de abelha por humanos, algumas destas reações muito agressivas e até mesmo ser fatais quando o pólen foi utilizado com este propósito. Contudo, houve também um estudo em 2008 que utilizou ratos e concluiu que o pólen de abelha tem potencial no tratamento de alergias; este estudo terá que ser repetido num ambiente clínico com humanos e obter os mesmos resultados antes que qualquer conclusão possa ser validada.


Quem é que não deve consumir pólen de abelha?


Devido aos incidentes nos últimos estudos de reações alérgicas, pessoas com alergias e asma são aconselhadas a evitar consumir pólen de abelha como suplemento alimentar. O pólen de abelha não é recomendado para quem está a tomar anticoagulantes, devido uma reação já reconhecida. Tal como em todos os suplementos, é importante informares o teu médico que os pretendes começar a utilizar, especialmente se estás a tomar medicação ou se tens um problema de saúde pré-existente.


Mensagem final a ter em conta:


O pólen de abelha é altamente debatido e aclamado na internet como um superalimento, mas quando nos debruçamos sobre o mundo de artigos de investigação revistos, a sua presença não é assim tão considerável, especialmente no que concerne estudos em seres humanos. Isto não significa que o pólen de abelha não tenha potencial como suplemento alimentar que poderá ser altamente benéfico para humanos; simplesmente mostra que ainda não existem estudos suficientes para o comprovar. Certamente que também existem imensas afirmações injustificadas e irrealistas na internet acerca do pólen de abelha, aclamando-o como um alimento milagroso. Infelizmente, esse não parece ser o caso, pelo menos de acordo com os estudos que estão disponíveis atualmente.

A dificuldade principal com o pólen de abelha parece ser as variações do seu conteúdo nutricional devido à fonte do pólen, como já mencionámos anteriormente – diferentes plantas em diferentes países acabam por causar inconsistências no conteúdo nutricional de diferentes fontes de pólen. Outra questão é que muitos estudos usam apenas extratos de pólen, em vez do pólen de abelha na sua íntegra. Muitos estudos são também feitos em animais em vez de serem feitos em seres humanos.


Greenberger, Paul A., and Michael J. Flais. “Bee pollen-induced anaphylactic reaction in an unknowingly sensitized subject.” Annals of allergy, asthma & immunology 86.2 (2001): 239-242.

 

Medeiros, K. C. P., et al. “Anti-allergic effect of bee pollen phenolic extract and myricetin in ovalbumin-sensitized mice.” Journal of ethnopharmacology 119.1 (2008): 41-46.

 

Hurren, Kathryn M., and Carrie L. Lewis. “Probable interaction between warfarin and bee pollen.” American Journal of Health-System Pharmacy 67.23 (2010).

 

Choi, Jeong-Hee, et al. “Bee pollen-induced anaphylaxis: a case report and literature review.” Allergy, asthma & immunology research 7.5 (2015): 513-517.

 

Fengguo, Zai. “EXPERIMENTAL RESEARCH ON THE ANTIFATIGUE EFFECT OF BEE POLLEN.” Journal of Mudanjiang Medical College 5 (2004): 003.

 

Steven, Ralph E., and Pete Boudreaux. “The effects of pollen and protein extracts on selected blood factors and performance of athletes.” The Journal of sports medicine and physical fitness 18.3 (1978): 221.



Helena Kostina

Helena Kostina

Escritor

У каждого из нас есть своя мечта и своя цель, но не каждый из нас знает как добиться того, чего мы так желаем. Мой совет вам всем такой - живите, не теряя к жизни вкус и интерес. Не теряйте больше ни минуты. Достигайте целей, которые вы желаете всем сердцем! Если на пути к мечте вы споткнулись или упали, то встаньте, улыбнитесь и продолжите ваш путь! Верьте в себя, не сдавайтесь, и у вас все получится!


50% em +200 produtos (sem código) + 31% nos restantes produtos (Código: 31PT) Compra!